Get this widget | Share | Track details
Mulheres de Atenas: Vivó!!!!!!

27 maio 2007

Vivó!!!!!!

Esta crónica é de 2004
Viva o Espírito Santo!
Vivóóóó
Viva o Imperador!
Vivóóó
Viva a Imperatriz!
Vivóóó
Viva os cozinheiros!
Vivóóó
Viva os ajudantes!
Vivóóó

Antes de vir para Santa Maria para mim impérios era o romano, o turco, o otomano e relacionava a palavra império com os desígnios imperialistas de certos países da actualidade: o imperialismo americano, a tentativa de Hitler de implantação de um império que tantos milhares de seres humanos matou.

Passados dois meses e pouco de cá ter chegado, cheguei a 17 de Março, comecei a ouvir falar em impérios e a perguntar o que eram. Explicaram-me que era uma coisa, um sítio onde se comia de graça. Um Domingo lá fui eu a um império, deixamos o carro na Faneca e atravessamos o pasto e os terrenos até chegarmos ao império, a pé. Suei as estopinhas. Fomos para a bicha que, agora, muitos chamam de fila, debaixo de um sol abrasador e esperamos que as pessoas que estavam lá dentro saíssem. Às tantas ouvi gritarem Viva o Espírito Santo! Vivóóóó e todos os outros vivós e saírem pessoas com um ar satisfeito. No espaço em roda da casa que entretanto soube chamar-se copeira, circulavam dois homens de lenços garridos às costas um com um prato onde estavam 3 copos e o outro com um caneco que se chama canjirão e iam servindo nos mesmos copos vinho a quem queria beber. Aquilo meteu-me imensa impressão?Mas era assim e pronto. Entramos e nas mesas estavam pratos de barro lindíssimos, pintados á mão, e terrinas igualmente de barro, cobertas com pratos, de onde saia vapor que cheirava que regalava. Homens, igualmente com lenços às costas serviam, uns, as sopas e outros a carne. E lá andavam de novo os copos de vinho de boca em boca. Provei a desgosto, mas o vinho era uma maravilha e fazia esquecer a falta de higiene do copo colectivo.

Estive alguns anos sem ir aos impérios, os filhos nasceram e como diz o povo o Diabo não foi ao Império por causa das crianças.

Eu não tinha quem me ficasse com eles para eu lá ir. Entretanto os filhos cresceram e lá foi a tropa toda para os impérios.

Os impérios, salvo raríssimas excepções, são realizados em paga duma promessa feita ao Espírito Santo. E uma frase que sempre me impressionou foi fulano prometeu um império e agora vai ter pagar pois se não o fizer o Espírito Santo é vingativo??

Como eu dizia, os miúdos cresceram. Há cerca de 15 anos a escola primária do Aeroporto decidiu, no âmbito das actividade de ligação da escola à sociedade, realizar um império para que as crianças conhecessem as suas tradições. Fez renascer o Império de S. João, das Crianças do Aeroporto. Foram recuperados alguns objectos do referido império (coroa, estandartes, alguma loiça). A partir desse ano foi formada, Ad hoc, uma comissão que, variando na sua composição, foi tomando a seu cargo a realização do império envolvendo na sua preparação crianças da nossa comunidade.
É engraçado quando se ouve nas notícias da rádio dizer que uma escola da Terceira tem a nobre iniciativa de fazer um império para envolver as crianças nas suas tradições num gesto pioneiro eu ouvi isso há umas duas semanas atrás. Os senhores jornalistas têm obrigação de investigar antes de fazerem as peças. Se houve pioneirismo foi há cerca de 15 anos na escola do Aeroporto.

Hoje a liturgia católica festejou a descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos e como é tradição realizaram-se os primeiros impérios. Lá fui eu à copeira dos Milagres. Hoje, Já há estrada para lá, já cada um bebe pelo seu copo e a loiça é bem lavada com os detergentes modernos que matam todos os micróbios.

Hoje os Impérios são diferentes na higiene mas continuam a ser lugar de partilha e comunhão. Jesus aquando a sua ressurreição e ascensão deixou-nos o Paráclito, o consolador, Aquele que harmoniza, irmana. Nenhum acontecimento traduz esta partilha, este irmanar-se como os impérios.
Contrariamente à afirmação de um Espírito vingativo, O Espírito Santo faz, quando nós abrimos a nossa vida à sua influência, com que nos entendamos, com que falemos a mesma língua , nos sentemos à mesma mesa, sejamos irmãos. Durante as próximas 4 semanas, estarei ausente aos Domingos não irei aos impérios, mas tentarei na medida do possível não faltar com a minha crónica, sempre há quem me oiça. Até lá fiquem bem Boa semana.

Santa Maria, 31 de Maio 2004

Ana Loura

Etiquetas: ,

5 Comments:

Anonymous kaska said...

Visita para desejar uma óptima semana e boas postagens.

27 maio, 2007 10:44  
Blogger M.C said...

Ana............... As sopas estavam DELICIOSASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS (Fui mauzinho agora não fui?) .P

bjs

27 maio, 2007 15:09  
Anonymous Anónimo said...

Um blog sempre actual, e porque a descrição feita em 2004 é tão perfeita que, nunca é demais voltar a ler . A mim fico feliz por uma mulher de esquerda ver o mundo com tanta transparencia, e mais por saber transmitir aos outros a realidade que são as vivencias de outos povos. Um natural da Ilha não teria feito melhor descrição dos Impérios desta Ilha.
Abraços Marienses
L.A.

27 maio, 2007 17:15  
Anonymous Anónimo said...

Exactamente, transparência que nem sempre se vê em outras pessoas...........................

28 maio, 2007 04:56  
Anonymous Anónimo said...

Também creio, mas há uns que sabem evidenciar a sua transparência sem maldade, sempre no intuito de ajudar a compreender melhor cada situação, outros pelo contrário preferem evidenciar-se a si próprios.......
L,A.

28 maio, 2007 16:30  

Enviar um comentário

<< Home