Get this widget | Share | Track details
Mulheres de Atenas: Açores em Lisboa

14 maio 2009

Açores em Lisboa








Louvável a iniciativa concertada de divulgação dos Açores em Lisboa/continente . Para além da revista suplemento no Correio da Manhã com excelente apresentação, dos cartazes publicitários em paragens de transportes públicos e outdors.


Na Feira do Livro de Lisboa temos a "livraria", quanto a mim um pouco pobre, (por acaso no dia em que fui à feira numa editora continental o escritor açoriano Cristovão de Aguiar esteve numa sessão de autógrafos)


Cristovão de Aguiar

Loja Açores

e agora a nova loja Açores inaugurada na passada Segunda-Feira na Avenida Elias Garcia, nº 57 onde encontrei uma apreciável variedade de produtos das Ilhas, desde carne ultracongelada, queijos, vinhos, doces, pimenta da terra, licôres, conservas.
Loja Açores

Só não encontrei os 30 kg de inhames, os 30 Kg de batata doce, as 30 embalagens de bôlos lêvedos nem as 24 Massas sovada porque estes tinham sido esgotados logo no primeiro dia, mas que prometem voltar a ter hoje Quinta-feira. Ah, também não encontrei qualquer dos produtos produzidos em Santa Maria (os molhos, as alheiras, o chouriço que a Salsicharia produz e já embala; os famosos biscoitos de orelha e outros). Atenção Associação agrícola e outros produtores de meloa, Cooperativa de artesanato de Santo Espírito, o nosso pão de casa, os nossos produtos podem apanhar o avião directo à Quinta-Feira, façam-se ao caminho rápido porque a loja não é muito grande e quem chegar primeiro é quem toma o lugar.




No espaço da loja estão um balcão de Turismo, à direita quem entra, e um balcão do RIAC à esquerda que segundo o funcionário me disse já emitiu nestes poucos dias de abertura alguns Cartões de Cidadão.



Ainda em Lisboa e por mero acaso ao entrar numa igreja, na freguesia da Victória, deparei com surpresa com um altar onde está durante esta semana uma réplica do andor do Senhor Santo Cristo. Perguntei o porquê e foi-me respondido que era o quinto anos em que a comunidade açoriana em Lisboa realizava, alí, uma festa em honra do Ecce Hommo.


É bom estar cá sentindo e vivendo a nossa presença nas nossas coisas e vivências.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Podiam ter lá uns saquinhos de areia da praia Formosa...
Não vejo outro produto mariense que possa ser exportado!

15 maio, 2009 08:30  
Anonymous Isabel Biscaia said...

Ao anónimo que fez o comentário anterior (de 15 de Maio) :

Santa ignorância.... Não há mesmo nada em Santa Maria para exportar?

Essa constatação (ou piadola de mau gosto)só poderá vir de quem não conhece ou não quer ver o que pode ser produzido e exportado de Santa Maria...

Não sei se é açoreano, mas posso dizer-lhe que há mais ilhas nos Açores sem ser S.Miguel, Terceira, Faial, Pico e S.Jorge. Já é tempo de Santa Maria ser respeitada pela sua história, pela sua originalidade e pelo seu "produto".

Santa Maria não é só a Praia...
Se só conhece a Praia, talvez devesse tirar algum tempo do seu lazer para conhecer mais "o resto"...

É só ler um pouquinho sobre esta ilha e num instante se poderá descobrir muito do que poderá ser exportado...

Isabel

02 junho, 2009 13:23  
Blogger Maria said...

Uma açoreana de S. Miguel; por onde resido, Lisboa, Alentejo e Algarve, deixo a marca das ilhas... A bandeira, os novelões e o Senhor Santo Cristo!

No congelador, sempre as morcelas...

Para dizer que na baixa Lisboeta também abriu uma loja dos açores.

21 agosto, 2009 05:24  

Enviar um comentário

<< Home