Get this widget | Share | Track details
Mulheres de Atenas: Top-Less

20 agosto 2007

Top-Less









Bom dia!

A nossa ilha é uma espécie de “microcosmos”, um mundo pequenino, que devemos preservar a todo o custo sem esquecer de o desenvolver, apenas qb, quanto baste para que vivamos com o conforto e o desenvolvimento à dimensão da nossa querida Ilha. Os regressos que faço fazem-me estar mais atenta, tentar ver se alguma coisa mudou. Sei que quatro meses não é muito tempo para que se notem grandes evoluções, mas ainda assim vi que a estrada de cima tem areão para regularizar o piso, que a do meio tem umas tentativas de remendos que enquanto durarem vão permitir que mesmo a velocidade reduzida o meu carro não fique, de novo, com a carroçaria empenada, que há uma loja nova de frutas e legumes onde são, preferencialmente, vendidos produtos da terra marienses, que quando quis ir à Ecoteca a porta estava trancada mesmo sendo horas de expediente.

Mas uma coisa que me espantou foi o estarmos no século XIX e que não é, apenas, Santa Maria e sim toda a região. Passo a contar: há dias na praia, na nossa belíssima praia este ano cheiinha de areia, chega uma senhora acompanhada por um jovem, penso que filho, começa a despir-se, tira a parte de cima do bikini, passa creme e é interpelada por uma das senhoras que cuida dos balneários. Eu estava junto à água e não ouvi o diálogo, mas pela pressa com que a senhora voltou a vestir a parte de cima do bikini presumi que teriam sido palavras de reprovação. Fiquei logo em pulgas para confirmar a minha presunção e vai daí, quando me dirigia às escadas para ir para casa, eu saio da praia quando as outras pessoas chegam pois tenho medo do Sol a partir das onze da manhã como o diabo tem da cruz, tomei a liberdade, tive a lata, de abordar a senhora: que sim senhor, que a funcionária da Câmara lhe teria dito que não é permitido fazer nudismo na praia. Dei uma valente gargalhada…nudismo, sim senhor. Top Less agora é nudismo. Mas a gargalhada deu lugar à indignação. Como é possível que não se possa estar na praia sem a parte de cima do bikini? É prática normal nas praias que conheço. Disse uma amiga da dita senhora, amiga essa mariense, que já teria assistido a uma cena idêntica mas com intervenção da Polícia Marítima e por falar nela olha ali um elemento da dita. E eu nem é tarde nem é cedo, vou tirar o assunto a limpo. Dirijo-me ao agente e atiro à queima-roupa: Não é permitido fazer top less nesta praia? Não, não é permitido fazer top less em praias concessionadas, respondeu o muito simpático jovem. Ora toma que é para aprenderes… E eu: mas nas praias do continente sim. Pois é, tem razão, acrescentou o moço, mas a regulamentação regional, que por acaso ainda é “do tempo do Mota Amaral” proíbe a sua prática. Pasmei, afinal o tempo nalgumas coisas parou e esta é uma delas…estamos na pré-história e queremos nós apostar no turismo. Será que as esposas dos nossos deputados e as nossas deputadas só apanham sol no peito quando vão ao estrangeiro e cá não se sentem à vontade para o fazerem? Caramba, acordem, senhores representantes do Povo na Assembleia Legislativa Regional, senhores Secretários, estamos no século XXI, há que modernizar os diplomas regionais de forma a permitir que esta e outras práticas saudáveis e inofensivas sejam possíveis. Fica aqui o alerta e o pedido que creio reflecte o sentir de muitas das mulheres quer marienses quer das que nos visitam. Quem sabe essa será, a par com a inauguração do Pavilhão Gimnodesportivo, uma das melhorias que irei notar no próximo Verão.






























Ah, e por falar de desporto, gostei de assistir à gala do Desporto Mariense, achei um pouco longa demais e tive pena que os primeiros homenageados se tenham ausentado mal o foram não tendo participado às homenagens que se seguiram. Outra coisa que não entendi e lamentei foram certas ausências, mas também só quem estará nos meandros do desporto em Santa Maria entenderá. Espero que não tenham sido fruto das politiquices que em nada adiantam à prática saudável de desporto por parte dos nossos jovens.

Foi uma emoção ter revisto o nosso Jorge Vicente e subscrevo com imensa alegria a sugestão de que seja dado o seu nome a um pavilhão ou mesmo a todo o complexo polidesportivo.


Abraços marienses
Santa Maria, 20 de Agosto de 2008
Ana Loura

5 Comments:

Blogger Lua dos Açores said...

L.A.

O tal post sobre o 25 de Abril e a Liberdade por eu ter mexido na data inadevertidamente ficou fora do sítio. A data real é 5 de Dezembro de 2005. Já lá tinha deixado um recadito para ti.

Beijinho e volta sempre

21 agosto, 2007 02:26  
Blogger Tiber said...

Realmente...Proibir o Top Less, só mesmo com uma lei do Sec passado... Será que não era mesmo exagero policial? Assim, acaba por ser dificil "incentivar" o turismo...

Bjinhos
Tiber

21 agosto, 2007 14:55  
Anonymous Anónimo said...

Bem li a tua explicação sobre o ter aparecido um texto de 2005 e compreendi claro, são coisas que acontecem mas o meu comentário feito (agora) ao mesmo vale por o não ter feito em 2005, (provavelmente foi uma crónica que me terá escapado de ouvir ou ler, enfim também me acontece por excesso de trabalho ou também falta de atenção.
Mas vamos agora à tua crónica do top less na n/Praia: tu também és demais então achas que é com naturalidade que certas coisas podem ser feitas mesmo nas barbas de quem anda a zelar pelo bem estar das Praias?? Não achas que o creme podia ser colocado sem necessidade de tirar a parte de cima do bikini ?? ainda dizes : "como é possível não poder estar na praia sem a parte de cima do Bikini" bem e já agora porque será que a srª. o terá trazido?? não era melhor ter ficado o mesmo em casa? sempre podia dizer que se tinha esquecido talvez pega-se de moda e assim incrementava o turismo na nossa terra ... Mas turismo será isso ANA ?? e dizes tu ter medo do sol durante o dia porque será? Bem coitado do M.Amaral que pagou as favas da Lei em vigor e pobres das srª deputadas que no teu entender só apanham sol no (na parte de cima do bikini)quando vão ao estrangeiro .... nem tanto ao mar nem tanto à terra, deixa as coisas estarem como estão que há certas novidades que se tornam pouco convenientes para o meio em que estamos inseridos e sempre temos a prainha que está mais destinada para essa prática....
Mal chegas e já queres que o mundo seja todo igual, imagina que em vez de seres tu a ver a cena era o Padre XX ou o Papa 25 ??
Já me estou a rir só da tua gargalhada ao ver a atrapalhação da dita srª. na praia .
Abraços Marienses
L.A.

22 agosto, 2007 16:35  
Blogger Alma de Poeta said...

Ana,

Cá vimeu espreitar,não fosse uma admiradora dos teus pontos de vista aqui expostos.

Bem.... quanto aonome dopavilão, nãopodia estar mais de acordo,,,,vamos em frente.... afinal teve o concenso de todos osque na alturaestavam no cinema, pelo forte apalauso que se ouviu,sinóniomo de acordo.

Agora do topless,não venhamos com falsos pudismos. Todas as pessoas que já sairam de S.Maria e já estiveram por outras praias, sabem que é tão normalque nem os outros já reparam por ser prática corriqueira.
Isto é como em tudo, no inicio a novidade, e depois o hábito.
Certamente essa senhora será turista e pormuito que tenho gostado do nosso climaedo nosso mar quentinho, não lhe deixarão boas recordações esse dia que se viu inibida de proceder como éseu costume em território portugues.

Convenhamos não esquecer que aqui tambémainda é Portugal,embora um Portugal dos pequeninos.

Um beijo

26 agosto, 2007 00:39  
Anonymous tiago f. said...

Essa do top-less é engracada.
Nem era preciso dizeres que a lei vinha do tempo do "berguilha de prata" :)

30 agosto, 2007 05:56  

Enviar um comentário

<< Home