Get this widget | Share | Track details
Mulheres de Atenas: Grafittis ou a dualidade de critérios

08 maio 2006

Grafittis ou a dualidade de critérios



Bom dia!

Eu gosto de graffitis

Grafittis são desenhos ou pinturas que alguém faz em paredes de casas, edifícios ou muros.
Como disse, gosto de grafittis, pois são manifestações de arte como outras quaisquer, feitas por artistas, quase sempre anónimos, mas com grande sentido artístico. Um destes dias ao dizer que gosto de grafittis, alguém comentou que gosto pois não são feitos nas paredes da minha casa. Fiquei a matutar e se calhar a pessoa que me disse isso tinha razão.

Porque será que a imparcialidade praticamente não existe? Eu gosto de grafittis, mas se fosse nas paredes da minha casa se calhar eu não acharia piada. E não é só nas paredes da minha casa que eu não acho piada. Não gostei nada daquele que está nas paredes do Forte de S Brás a publicitar o bar lá instalado, pois fere os meus brios de defensora do nosso Património. E, como aqui não há dualidade nem parcialidade, gosto tanto deste como do que está na parede virada a Sul, ao Calhau da Roupa. Ambos estão pintados num Monumento que se quer lindo, limpo e asseado, para que quem nos visite fique agradado do que, em termos de monumentos, de património arquitectónico temos para oferecer.

Todos sabemos que a nossa zona histórica está degradada, que os critérios para a conservação dos edifícios têm sido elásticos. Embora desconhecendo o critério para a autorização da demolição de um pequeno edifício ali mesmo em frente à oficina dos Irmãos Botelho, quero acreditar que tudo foi feito dentro das normas estabelecidas, que devem ser iguais para todo o povo. O certo é que, mesmo partindo do princípio, de que a casinha não tivesse interesse arquitectónico ou histórico, estava lá. Fazia parte da paisagem.

Não podemos ter dualidade de critérios, muito menos, quando temos responsabilidades sociais ou políticas. Eu não posso condenar o grafitti que está numa das paredes do forte por entender que, de qualquer forma, “suja” o monumento e aceitar e aprovar o outro porque tem “utilidade” publicitária.

Mas que gosto de grafittis, lá isso gosto
Abraços marienses
Ana Loura
Azurara, 8 de Maio de 2006

2 Comments:

Blogger M.C said...

Relatitivamente aos grafitis, concordo plenamente contigo, são manifestações de arte mas devem ser feitas em locais adequados.. e que ludares seriam esses??? pois bem por exemplo mulharas que manifestamente estão degradadas e em vias de cair por falta de empenho dos proprietarios ou autarquia.

12 maio, 2006 03:33  
Anonymous almadepoeta said...

Ainda não tinha visto essa aberração nas paredes desse edificio antigo no Forte de S.Bráz, agora recuperado. Isso não é graffitti é sujar as paredes.

16 maio, 2006 14:29  

Enviar um comentário

<< Home