Get this widget | Share | Track details
Mulheres de Atenas: O MÉRITO A QUEM O MERECE

13 fevereiro 2006

O MÉRITO A QUEM O MERECE



















Crónica lida aos microfones da estação emissora do Clube Asas do Atlântico no dia 13 de Fevereiro de 2006


O MÉRITO A QUEM O MERECE OU O TRABALHO DO PCP NA ILHA DE SANTA MARIA


Bom dia,
Como muitos dos marienses saberão, eu publico, de há algum tempo para cá, as crónicas que fui convidada a escrever para serem lidas aqui aos microfones do Asas, no meu blog “Mulheres de Atenas”. Decidi fazê-lo por duas razões: para que elas não se percam, e para que aqueles que as queiram ler tenham possibilidade de o fazer. Nos blogs, quem lê o que lá escrevemos pode comentar, se o dono do blog, no caso do “Mulheres de Atenas”, eu, assim o decidir. No início eu franqueei as portas e todos os comentários foram automaticamente editados, até os que, a coberto do anonimato me desconsideravam e aqueles que, também a coberto do anonimato ou assinados por identidades inexistentes queriam fazer do “Mulheres de Atenas” a sua tribuna para desancarem em quem não era das suas simpatias.

Repensei a filosofia dos comentários e decidi que quem quiser comentar comenta e só publico comentários depois de os ler e se não os considerar ofensivos. Ultimamente, e a propósito da BTL choveram comentários, alguns já a ultrapassarem a razoabilidade da convivência democrática e da crítica política.

Um deles fez-me sorrir e guardei para hoje a sua publicação. Reza assim: “Incomodo PCP aqui na ilha não tem sido muito!” Sorri porque o acho injusto e porque só alguém com alguma má fé pode afirmar que o Partido Comunista Português em Santa Maria incomoda pouco. Se ele incomoda pouco, na óptica dessa pessoa, os outros incomodam quanto? Claro que poderia e deveria incomodar muito mais. Não faltam temas, falta, por vezes, tempo e apoio. O reconhecimento do nosso trabalho seria um forte estímulo para que intervenhamos cada vez mais.

Têm sido inúmeras as ocasiões em que temos tomado posição e temos levado às instâncias competentes assuntos de relevante interesse para Santa Maria. Na época em que o Governo da República intentou levar o Controle de Tráfego Aéreo para Lisboa, foi o Partido Comunista Português o partido que apresentou o assunto à discussão, na pessoa do deputado João Amaral, que apresentou o requerimento que levou à discussão desta questão na Assembleia da República. As pessoas esquecem-se depressa e dão o mérito a quem o tem só em parte. O Partido Comunista Português apresentou na Assembleia Legislativa Regional diversos requerimentos referentes a questões de reconhecido interesse para Santa Maria. Mas o pior cego é aquele que não quer ver ou os mal intencionados. O eleitorado açoriano, nas últimas eleições legislativas regionais não tendo votado significativamente na CDU e, portanto, não tendo eleito qualquer dos nossos candidatos, ficou sem a possibilidade de ver muitos dos assuntos que os afecta e que não fazem parte das preocupações dos outros partidos serem levados à Assembleia e Governo Regional.

Passaram-se 11 dias desde que se realizou a manifestação espontânea de protesto contra o alargar do período do encerramento nocturno do aeroporto de Santa Maria. No passado dia 10 o Deputado do Partido Comunista Português, António Filipe, apresentou na Assembleia da República um requerimento cujo conteúdo passo a ler:

Requerimento
(10-02-2006)
Assunto: Redução do horário de funcionamento do aeroporto de Santa Maria
Apresentado por: Deputado António Filipe (PCP)
Ex.mo Senhor
Presidente da Assembleia da República,
Chegou ao meu conhecimento que a administração da ANA, EP, decidiu reduzir o horário de
funcionamento do aeroporto de Santa Maria, não tendo dado explicações concretas sobre os
motivos dessa decisão nem sobre as suas implicações.
Essa decisão vem somar-se a outras que têm vindo a reduzir a importância estratégica desse
aeroporto, designadamente o abaixamento da sua classificação internacional e a redução dos
meios de segurança.
Tendo em consideração a importância do aeroporto de Santa Maria na economia dessa ilha, as
medidas tomadas pela ANA, EP põem em causa o equilíbrio, o desenvolvimento harmonioso,
e a coesão económica e social da Região Autónoma dos Açores.
Na verdade, a redução das escalas técnicas e do movimento em geral no aeroporto de Santa
Maria, não deixará de ter uma repercussão negativa nessa ilha, no contexto da Região, pondo
em causa o direito dos marienses em terem um desenvolvimento económico semelhante ao
dos demais cidadãos da Região Autónoma dos Açores.
Nestes termos, ao abrigo da alínea e) do artigo 156º da Constituição e da alínea l) do n.º 1 do
artigo 5º do Regimento da Assembleia da República, venho requerer ao Governo, através do
Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, que me informe o seguinte:
1.º - Quais as razões que motivaram a decisão da ANA, EP, de reduzir o horário de
funcionamento do aeroporto de Santa Maria?
2.º - Em que estudos se baseia essa decisão?
3.º - Existe algum estudo sobre as consequências económicas e sociais dessa decisão?
4.º - Foi dada alguma informação ao Governo Regional dos Açores e à Câmara Municipal de
Vila do Porto sobre essa decisão, os seus fundamentos e as suas previsíveis consequências?
O Deputado
(António Filipe)


Mais uma vez o Partido Comunista Português toma posição, como o fez em comunicado, e apresenta as questões onde elas devem ser apresentadas. Que a memória das pessoas, não seja nem selectiva nem curta e que o mérito das acções seja reconhecido a quem as toma.


Abraços marienses
Santa Maria, 13 de Fevereiro de 2006
Ana Loura

4 Comments:

Anonymous Rui Parece said...

A atitude do PCP perante este problema deveria ser a mesma dos outras fracções politicas .
Santa Maria neste momento concreto, não necessita de "shows" de aparência politica, precisa sim, é de gente unida que tem responsabilidades nos destinos da ilha.
Esse é o grande mal de Santa Maria!

Deixem os protagonismos políticos e pessoais e esforcem-se trabalhando para aquilo que foram eleitos ou se propuseram a fazer. O tempo é de união!

A atitude do mariense é sem dúvida reivindicativa mas isso não basta, há que fazer mais, propondo soluções e pondo em pratica ideias. Só assim Santa Maria poderá algum dia ser uma ilha de prazer para quem cá vive e para quem nos visita.

Estou numa fase, que pouco me importa que seja o PSD, o PS ou ate mesmo o PCP, mas que façam Santa Maria crescer, desenvolver-se com dinamismo, gosto e dedicação!

Uma nota mais…. Um dos maiores problemas de Santa Maria é o facto de ter vivido há 50 anos um clima de inovação tecnológico e social que em mais parte nenhuma dos açores acontecia e, desde então, a ilusão de que somos uma ilha diferente das outras ainda persiste. Mas isso já lá vai!!! Agora estamos ao mesmo nível da Graciosa, São Jorge , Flores etc. , e se calhar abaixo do Pico!!!!
Cultivou-se uma mentalidade social superior que hoje não corresponde minimamente á verdade. Temos que cair na realidade. A prova é que até já somos membros das ILHAS DE COESÃO., ora isso quer dizer que o “estatuto” de ilha diferente acabou, há que partir para realidade da pequenez que somos. E só com dinamismo, união e humildade politica e social se conseguirá por Santa Maria outra vez onde merece estar.

18 fevereiro, 2006 06:45  
Anonymous Anónimo said...

Estou de acordo contigo, rui. Menos num aspcto, se calhar abaixo do Pico?
O Pico é a ilha que mais se desenvoveu das chmadas ilhas pequenas. É superior ao Faial e ja vive do turismo, não vive à espera do turismo sénior da Inatel.

20 fevereiro, 2006 16:45  
Blogger Lua dos Açores said...

Olá, Rui
Mais uma vez agradeço a tua visita e comentário.
Penso que terás lido o meu post um nadinha a correr, senão terias constactado que ele é "resposta" a alguém que afirma que "Incomodo PCP aqui na ilha não tem sido muito!”. Sabes bem, tu e todos os outros que estão atentos que eu não ando por aí "a dar shows de aparência política" acho que até sou demasiado recatada na minha actuação e certamente por isso somos penalizados nos resultados eleitorais.
Sinceramente acho que este teu comentário não está talhado à minha medida.
Mas por acaso acabas de me lembrar que não incluí na minha última crónica a minha intervenção na última Assembleia Municipal no período reservado à intervenção dos munícipes, e olha que fui só eu a intervir.

Mas aqui fica até que eu a coloque em destaque que, certamente, merece:

Senhor Presidente da Assembleia Municipal
Senhores Deputados Municipais
Senhora Presidente da Câmara Municipal de Vila do Porto

O assunto que merece a convocação desta Assembleia Municipal extraoedinária é de grande importância para a nossa Ilha. A ANA-SA tem vindo, ao longo dos anos, a diminuir a importância estratégica do nosso aeroporto: encerrou pistas, diminuiu a categoria, encerrou no período das 00:00 às 06:00 e agora decidiu alargar o período de encerramento para mais duas horas e meia alegando défict nas contas do ano de 2004.

Todos os marienses, ou quase todos, colocam em causa esta decisão. Eu não creio que a poupança que parece justificar, por parte da ANA, esta atitiude, seja substancial. Quanto a mim seria de exigir que a ANA fosse auditada pelo Tribunal de Contas.
Sabemos, porque foi afirmado por um membro do CA da ANA, que a visão que a empresa tem do aeroporto é que é igual aos aeródromos da Graciosa e das Flores. Por esta afirmação se vê qual as suas intenções num futuro que se adivinha negro para o aeroporto.

A Ana é uma empresa de capitais públicos, portanto, com obrigações sociais..

Outra questão que não deveriamos perder de vista é o agravamento dos cuatos dos combustíveis aeronáuticos em Santa Maria, que é mais caro que nos outros aeroportos utilizados para reabastecimento, inclusivé o de Ponta Delgada, sendo este factor, juntamente com a taxa de reabertura , altamente gravosos aos reabastecimentos em Santa Maria. A definição de coesão, para Santa Maria, deverá implicar a assumpção por parte do Governo Regional deste diferencial de custos.

Quanto a mim, também, há outra questão muito importante e que está esquecida: o cumprimento do Decreto Presidencial 72/95 que ractifica o acordo da Base das Lajes e que diz que o Aeroporto de Santa Maria é o alternante primário e que por via desse Decreto deverá estar aberto 24 horas por dia. As decisões da ANA estão a sobrepor-se a este Decreto.

Uma das consequências da Manifestação espontânea, realizada a dois de Fevereiro, foi a circulação de um abaixo-assinado que foi recolhido ontem e que já conta com 969 assinaturas. Falta, ainda, recolher algumas folhas. Apesar da tentetiva de abranger toda a ilha, esse objectivo não foi atingido.

A minha proposta a esta Assembleia é que o abaixo-assinado seja levado pelos Senhores Presidentes das Juntas de Freguesia aqui presentes, fosse entregue à Câmara Municipal na próxima Terça Feira em hora a combinar, por todos em simultâneo, na presença dos orgãos de comunicação social e que a partir desse momento seja centralizado o seu envio para o Senhor Ministro da República, Assembleia Legislativa Regional e Governo Regional pela Câmara Municipal .

Quero informar, como membro do Partido Comunista Português, que foi entregue no dia 10 de Fevereiro, na Assembleia da República pelo nosso Deputado António Filipe, um Requerimento que passo a ler:





A Manifestação realizada e a recolha de assinaturas mostrou que é possível congregar a população e as forças políticas em torno das questões essenciais para a Ilha.

Obrigada.


Ana Loura


Quanto à análise que fazes do nosso "estatudo", só tenho que concordar, para muita pena minha.
Beijinho

21 fevereiro, 2006 03:12  
Anonymous Rui Parece said...

Quando aqui deixei a minha opiniao , nao foi de modo nenhum com referencia individualizada... mas pelo contrario aqueles o fazem!
o Barrete serve a quem o poe!!

Contudo e ja aqui deixei dito uma vez, que o pCP , é uma força politica aqui na ilha que apesar de pouca expressao elitoral insiste, e muito bem , e presiste na defesa das suas causas e ideiais.
Tiro aqui o meu Chapeu!!!

So tenho pena que a as outras forças politicas nao lutem tanto como voces , ou pelo menos aparecçam mais!

Se calhar abrir mais o debate publico de ideias junto dos marienses mesmo que, e como acontece, so "apareçam " meia duzia de pessoas. Isso é que Santa Maria precisa.... e nao de utupias , e agarrarem-se a projectos que ja estao decididos e feitos ha muto tempo!

jA alguma vez algum partido promoveu um debate , serio, aberto á populaçao para saberem o que os marienses pensam do Aeroperto, Obras em curso, necessidades da ilha para o turismo etc etc?

Entao ponderem acerca disso!!

22 fevereiro, 2006 04:26  

Enviar um comentário

<< Home