Get this widget | Share | Track details
Mulheres de Atenas: Genuíno dobra o Cabo Horn

29 janeiro 2008

Genuíno dobra o Cabo Horn

Já aqui afirmei numa das minhas crónicas a minha admiração a Genuíno Madruga


Deixo-vos transcrição de notícia saída, hoje, a público no Jornal diário Online http://www.jornaldiario.com/

"Câmara da Horta congratula Genuíno Madruga

A Câmara Municipal da Horta aprovou ontem, por unanimidade, um voto de saudação a Genuíno Madruga, pela dobragem do Cabo Horn.

Na mesma reunião foi igualmente aprovado um protocolo de cooperação desportiva entre o Município e o pescador-velejador, no valor de sete mil e quinhentos euros.No voto de saudação, a Câmara deseja os maiores sucessos ao velejador Genuíno Madruga nesta sua segunda volta ao mundo em solitário. Esta etapa está a ser acompanhada pelo jornalista José Serra, da RTP-Açores, que foi portador dos cumprimentos desta Autarquia e de uma oferta de uma medalha e postais do 50.º aniversário do Vulcão dos Capelinhos.O protocolo de cooperação a estabelecer entre o Município da Horta e o pescador-velejador releva a importância deste projecto, que tem suscitado o interesse de diversos meios de comunicação social regional, nacional e internacional, e que contribui, em larga medida, para promoção e divulgação das nossas tradições."
Nada como vermos a autarquia da Horta reconhecer o evidente...

Desde Ushuaia - A passagem do Cabo Horn 29 Janeiro de 2008


Caros amigos:
Cá estou nesta linda e turística cidade, na cidade mais austral do Mundo, em Ushuaia.Aqui cheguei após passar o mítico e tenebroso Cabo da Ilha de Horn, facto histórico e sem precedentes na navegação marítima Portuguesa. Efectivamente chegar até a Ilha de Horn não foi tarefa fácil.

As últimas 6 milhas naveguei com vento muito forte de Oeste, pela proa, tendo mesmo levado 10 horas para onseguir chegar à Ilha, o que aconteceu no passado dia 23. Procurei uma baía abrigada onde, em segurança, ancorei o Hemingway. Preparei meu bote insuflável, fui a terra confraternizar com os dois elementos da Armada do Chile que asseguram o bom funcionamento do centenário farol da Ilha de Horn. A recepção foi óptima! Estive na Capela Stela Maris, local cheio de boas mas, também, trágicas histórias! Creio mesmo que muitas dessas histórias só podem ser entendidas por aqueles que navegando em pequenas e (sempre) frágeis embarcações, conseguem viver o suficiente para assim relatarem tão marcante evento. Muitos não o conseguiram! Para estes últimos minha e, certamente, nossa, maior Homenagem!

A Ilha de Horn é o mais desolado e inóspito que uma ilha pode ser. Não têm árvores e só mesmo na parte leste da ilha "sobrevivem" alguns arbustos e plantas rasteiras. A ilha tem aproximadamente a área da Ilha do Corvo, nos Açores.

Após a passagem do Cabo, contornei por Oeste e por Norte a Ilha de Horn, entrei no Canal Beagle que percorri passando por diversas ilhas até chegar a este "oásis" que é o Ushuaia. De cá partirei para Porto Willians (Chile) seguindo-se diversos canais e passagens até a ilha de Chiloe, numa distância de cerca de 1000 milhas.

Para terminar, digo-vos que para além do registo em livro, na Ilha de Horn, no Farol lá está a bandeira dos Açores, atestando que no dia 24 de Janeiro de 2008 um Português, natural das Ilhas Açores, navegando só, em seu veleiro, ali esteve!

Desde estas terras do Fim do Mundo,
Com um grande abraço !!!!
Genuíno Madruga

Até breve, Genuíno!